Aécio Neves deve procurar outro rumo, diz tucano sobre eleições presidenciais de 2018

13/11/2016 16:32

Por Camilla Torres, Brasília | Circulando! O senador Aécio Neves (PSDB) está literalmente sendo triturado dentro de seu próprio partido. E em 2018 muito provavelmente ficará fora das eleições presidenciais. Informação é de um experiente tucano nos bastidores de Brasília.

Segundo Beto Richa (PSDB), governador do Paraná, "Alckmin sai fortalecido, sim, como pré-candidato. Todo o Brasil, em especial o PSDB inteiro, está de olho no que aconteceu em São Paulo. A força do PSDB está aqui". (Folha, 13.11.2016)

O próprio Alckmin já trabalha desde o final das eleições de 2014 para cortar a cabeça de Aécio. "Ele perdeu até em Minas e agora perdeu de novo nas eleições para prefeito", teria dito recentemente o governador de São Paulo a correligionários mais próximos.

De acordo também com matérias da chamada "grande" mídia nacional, Geraldo Alckmin já costura aliança inclusive com o empresário Alexandre Kalil (PHS), eleito prefeito de Belo Horizonte, em oposição a Aécio Neves, que apoiou o tucano João Leite. Em matéria da Folha (30.10), "Kalil diz que conversará com Alckmin, mas não com Aécio".

Para complicar ainda mais a vida do neto de Tancredo, a assinatura do cheque de 1 milhão de reais de propina que pode derrubar Temer é dele (Aécio), segundo matéria do Brasil 247. "Aécio está envolvido em tantos escândalos e está tão queimado que seu nome ficou ainda mais difícil de vender. Ele deve procurar outro rumo em 2018", conclui nossa fonte em Brasília.

Voltar

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net