Após prisão, Lava-Jato desmascara Temer e prova que Eduardo Cunha continua a mandar no governo

19/10/2016 20:21

Da Redação | O golpista Temer já começa a sentir os primeiros resultados da prisão do aliado Eduardo Cunha. Segundo matéria de hoje (19) da Folha de S. Paulo, documento da operação comandada por Sérgio Moro diz que Cunha "ainda mantém influência nos seus correligionários, tendo participado de indicações de cargos políticos do governo Temer"

E diz mais a Folha: Numa petição enviada a Moro e assinada por 13 procuradores da República, consta que, "mesmo afastado, Cunha indicou aliados políticos para cargos estratégicos do Governo Temer, chegando inclusive a barganhar a indicação do cargo de chefe da Receita Federal para um apadrinhado político".

Ou seja, o mega acusado de corrupção Cunha é um dos que, na prática dá as cartas no Planalto. E a Lava-Jato, na prática também, acabou de desmascarar Michel Temer e o seus desgoverno, já amplamente desmascarados pelo povo.

Um "coxinha" de São Paulo diz, no entanto, que é preciso provar direito essa história de Temer ligado à corrupção. De tão cego, nem no 'deus' Moro acredita mais. 

Voltar

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net