Crise? Aumento do teto dos ministros elevará também salários de deputados e vereadores em todo o país

26/07/2016 11:50

 Foto: Agência Brasil

Por Sâmia Reis, Brasília | Segundo a Agência Senado, essa casa legislativa "deverá decidir em agosto três reajustes salariais que ainda estão pendentes. O mais polêmico deles é o projeto de lei que aumenta o salário de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). O texto (PLC 27/2016) eleva os subsídios mensais dos ministros em 16,38%, dos atuais R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil a partir de janeiro de 2017".

A Assessoria de Imprensa do Senado informa ainda que "o reajuste dos ministros do STF abre espaço para aumentos nos salários de deputados e senadores, deflagrando também reajustes nos ganhos de deputados estaduais e vereadores". 

A elevação do teto salarial federal gera ainda aumento do teto adotado nos estados para todo o funcionalismo do alto escalão dos governos. Uma farra em série com o dinheiro público.

Dados da Consultoria do Senado indicam que apenas para os estados o PLC 27/2016 causará impacto anual superior a R$ 1,45 bilhão. 

Enquanto isso, o golpista Michel Temer (PMDB) diz que o brasileiro deve "apertar o cinto" por causa da "crise". E fala até em diminuir o  reajuste do salário mínimo e limitar ainda mais os gastos constitucioinais obrigatórios com Saúde e Educação. 

Temer já enviou inclusive projeto à Câmara e ameaça criar mais impostos caso os deputados não aprovem o pacote de arrocho que quer impor ao povo para assegurar a elevação das mordomias de seus aliados em todo o país. É o golpe a todo vapor.

Voltar

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net