Cristovam é um invejoso, traíra da educação e causa nojo até nos seus colegas golpistas, diz professora

27/08/2016 20:27

Da Redação | A professora Amália N Benevides, de Brasília, nos enviou texto onde escracha de maneira exemplar o senador Cristovam Buarque (PPS-DF). Cáustica, a educadora põe o senador na lata do lixo onde certamente já estão também todos os demais golpistas do país.

Leia:

O senador Cristovam não merece sequer ser chamado de senador, pois em vez de se portar como um velho (senado etimologicamente significa velho), tornou-se um velhaco. Ressentido com Lula por tê-lo dispensado (acertadamente) via telefone, Cristovam aliou-se de forma sórdida aos golpistas para tentar se vingar do ex-presidente, de Dilma e do PT.

Na prática, sua atitude exala inveja. O 'intelectual' Cristovam nunca se conformou por ter sido posto de lado por um ex-operário. Por conta disso, virou um traíra.

E virou um traíra não do PT, de Lula ou Dilma, de quem se aproximou apenas para tentar inflar o próprio ego através do cargo de ministro da educação. Ou, sendo boazinha, tentar convencer os petistas de que tinha 'boas intenções' em relação à educação pública. Mas Cristovam na verdade é traíra é dessa mesma educação pública que diz de forma demagógica defender.

Se não fosse um traíra da educação pública não se aliaria a Temer e demais golpistas, que anunciam públicamente medidas contra esse setor, em particular contra os estudantes pobres da periferia do país e os profissionais do magistério. Um pulha é o que é.

Cristovam virou um ser tão desprezível que até os golpistas de patente têm nojo dele. Não passará, como todo aprendiz de ditador.

Voltar

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net