Delatado, Temer admite iminente fim de seu governo e cancela cadeia de rádio e televisão

16/06/2016 00:19

Da Redação

O golpista Michel Temer (PMDB) entrou em estado de 'aviso prévio. Após ser denunciado pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado como agenciador de recursos ilícitos para a campanha de Gabriel Chalita à prefeitura de São Paulo em 2012,Temer e seus assessores mais próximos já admitem iminente fim do governo. Desânimo é tamanho que o peemedebista foi aconselhado a cancelar pronunciamento nacional em cadeia de rádio e televisão que faria sexta-feira (17.06), por receio de que tal ato provocasse panelaços em todo o país.

Segundo matéria de ontem (15.06) da Folha de São Paulo, há ainda entre os golpistas um grande temor de que mais denúncias contra Temer e seus ministros surjam nos próximos dias. Isto, avaliam, ajudaria a afastar a base de apoio que o governo tem no Congresso Nacional e estimularia  ainda mais o sentimento crescente na população de que Temer deve cair fora do Planalto.

Sobre as possíveis novas denúncias contra os golpistas, há o fato alarmante de que Eduardo Cunha já ameaçou publicamente que se for cassado em definitivo da Câmara levará Temer e todo o seu governo junto. E Cunha já deu provas de que cumpre o que diz quando se sente desprestigiado. Basta lembrar que o pedido de impeachment da presidenta Dilma (PT) só andou após a petista se negar a ajudá-lo na Comissão de Ética da própria Câmara dos Deputados.

Tudo leva a crer, portanto, que a aventura golpista dificilmente se sustentará. Sem apoio das ruas e encurralado por muitos dos seus próprios aliados, Temer deverá cair e Dilma, ao que tudo indica, reassumirá o Palácio do Planalto.

Voltar

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net