Deu na Folha: Temer e empresariado discutem cortes de direitos trabalhistas e arrocho no funcionalismo

16/04/2016 14:31

Da Redação / Imagem: Agência Brasil

Empresariado ligado à Fiesp, CNT, CNI, CNC, Firjan e CNA declararam neste sábado (16.04) à Folha de São Paulo que já discutem com Michel Temer ataques aos direitos contidos na CLT, arrocho ao funcionalismo e também cortes de programas sociais. 

Os grandes empresários e Temer dizem que Dilma e o PT protegem demais os trabalhadores e os mais pobres, por isso o país está em crise.

Em relação aos direitos contidos na CLT (13º, férias remuneradas, aviso-prévio etc), a proposta é que Temer ponha em prática o PL 134/2001, do governo FHC, que flexibiliza os direitos trabalhistas. 

Isto significa que cairá o rigor da lei e empresários poderão negociar os direitos dos trabalhadores, ou seja, pagar ou não, dependendo do resultado da negociação. 

Isto é muito ruim para os trabalhadores, porque pelas regras trabalhistas atuais o patrão tem que pagar os direitos sem discutir o que está na legislação, justamente porque a CLT é inflexível. Mas caso seja flexibilizada, isto é, amoleça, tudo muda para pior. Veja:

Na prática, Temer e grandes empresários querem mesmo é derrubar Dilma para dar um golpe nos trabalhadores e na maioria do povo.

Ler matéria na Folha

Voltar

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net