Estudante denuncia aumento das passagens e cartel das empresas de ônibus

08/01/2016 06:51

Da Redação / Créditos da imagem: Dever de Classe

A estudante Isadora Cortez (foto), dirigente da UJS e UMES, critica duramente o aumento das passagens em Teresina, autorizado pelo prefeito Firmino Filho, do PSDB. A tarifa subiu de R$ 2,50 para R$ 2,75. Isadora denuncia ainda o cartel que controla o sistema de transporte coletivo na capital do Piauí.

Uma passagem a R$ 2,75, pondera a liderança estudantil, é muita cara, vez que os serviços de ônibus em Teresina não têm qualidade ou sequer oferecem segurança à população. "Os trabalhadores estão muito prejudicados em virtude desse aumento", enfatiza.

Em relação ao cartel que controla o sistema de transporte, Isadora alerta que é bastante prejudicial aos usuários do setor. Argumenta a estudante que um pequeno grupo controla o sistema e impede avanços nos serviços oferecidos à população. Sobre isso, cita o caso da empresa Timon City, proibida de circular integralmente na capital do Piauí por conta de armações políticas entre empresários e políticos do Piauí e Maranhão, dentre os quais o próprio prefeito Firmino Filho.

Isadora, por fim, convoca estudantes e trabalhadoras a ocupar as ruas contra o aumento das passagens e melhorias no sistema de transporte coletivo de Teresina. Desde 06.01, o centro da capital tem sido ocupado por centenas de manifestantes.

Curta nossa página abaixo e receba atualizações sobre este e outros temas!

Voltar

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net