Fenômeno Trump pode se repetir no Brasil com Bolsonaro presidente em 2018, alerta especialista

10/11/2016 06:16

Trump e Bolsonaro têm importantíssimos pontos em comum. "Os dois são de personalidade forte, sem papas na língua, autores de frases polêmicas e expressam sinceridade, mesmo para os que os odeiam". "E a maior parte das pessoas gosta disso"

Por Camilla Passos, Brasília | A espetacular (no sentido literal do termo) vitória de Donald Trump nas eleições dos EUA pode se repetir no Brasil, com Jair Bolsonaro presidente em 2018. O alerta é do jovem cientista social Ferdinand C Freitas, especialista em Ciência Política.

"Trump foi o grande vitorioso mais derrotado nas análises prévias, debochantes e impressionistas de 'bambambans' da política de todo o planeta", afirma o especialista.

"No Brasil, Bolsonaro é também motivo de piada e chacota de 'experts' que pululam em redações de grandes jornais, revistas, portais e partidos de esquerda", diz Freitas. 

"Assim como em todo o mundo, onde 'grandes lentes' da humanidade quebraram a cara com Trump, no Brasil, super antenados com o mundo político podem também quebrar a cara em relação ao 'Bolsomito' e ele pode ganhar as eleições presidenciais de 2018 ", afirma.

Ferdinand Freitas diz que, guardadas as devidas e necessárias proporções, Trump e Bolsonaro têm importantíssimos pontos em comum. "Os dois são de personalidade forte, sem papas na língua, autores de frases polêmicas e expressam sinceridade, mesmo para os que os odeiam", pondera. "E a maior parte das pessoas gosta disso", arremata.

O especialista afirma ainda que o atual momento político brasileiro é extremamente favorável a políticos tipo Jair Bolsonaro. "O PT e Lula não estão destruídos, mas é muito forte a política de descontrução em relação ao petismo e a seu maior líder. O governo Temer não anda, é um fracasso para a opinião pública. E líderes dissimulados como Aécio são cada vez mais vistos com desconfiança pela população. Clima análogo a esse favoreceu Trump, nos EUA. No Brasil, favorece Bolsonaro", diz Freitas.

Freitas diz também, por fim, que Bolsonaro já aparece bem destacado nas pesquisas eleitorais e tem milhares de seguidores nas redes sociais em todo o Brasil. "Aliás, as redes sociais foram decisivas para destronar experientes analistas e dar a vitória a Donald Trump"

"Sei que muitos rirão dessa análise. Nos EUA, também sorriram muito de Trump. Só que agora é tarde. Cuidado com o mito", conclui.

Voltar

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net