Fim da Aposentadoria Especial: Temer diz que é preciso acabar com privilégios dos professores

25/09/2016 13:59

Por Camilla Passos, Brasília | O presidente ilegítimo Michel Temer declarou na "grande" imprensa que enviará até sexta (30.09) proposta de reforma da previdência que, dentre outros pontos negativos, acaba com a Aposentadoria Especial dos professores.

Temer e seus ministros alegam que o projeto é necessário para o equilíbrio da nação e que os professores não podem mais continuar com tantos privilégios. "Eles têm que se conformar", disse o presidente. Pelas regras atuais, docentes se aposentam cinco anos antes dos demais trabalhadores.

Medida do governo revolta o magistério de todo o país. "Temer é golpista e picareta, veio apenas para piorar a vida dos trabalhadores", desabafa a professora Ana Beatriz, de Fortaleza-CE. "Se esse projeto passar, vamos iniciar greve geral nas escolas de todo o Brasil", alerta o docente Flávio Abreu, de Curitiba-PR.

Mais problemas

Segundo o Dr. Franklin G Albuquerque, do Rio de Janeiro, mais tempo de serviço pode criar situações bastante delicadas aos professores. O Dr. Franklin atende há muito tempo educadores vítimas de doenças provocadas pelo desgaste da sala de aula

"O exercício da docência no Brasil é uma das atividades laborais mais desgastantes que existem. Professores estão sujeitos a sérios problemas nas cordas vocais, coluna, coração, distúrbios psíquicos, dentre outros. Muitos correm o risco de ter que ir trabalhar em cadeira de rodas", diz o médico.

Voltar

Contato

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net