Governo se desespera com greve de professores no Piauí

01/03/2016 08:21

Da Redação / Foto: Sinte-Pi

Bateu desespero no governador Wellington Dias (PT). Em greve desde o último dia 15.02, os professores se mantêm firmes no movimento, com adesão de quase 100% da categoria, o que tem tirado o sono do governador e de sua esposa Rejane Dias, secretária de educação. 

Ameaças em vão

Em vez de pagar os 11,36% do piso dos educadores, Wellington prefere apelar às velhas práticas das oligarquias piauienses e diz que vai cortar ponto e descontar salários. O petista também, na maior cara de pau, pediu a ilegalidade de um movimento que luta para que ele cumpra uma lei, isto é, a 11.738/2008, que instituiu o piso nacional dos professores. Em resposta, magistério decidiu ontem (29.02) dar continuidade à paralisação.

Na próxima quinta (03.03), haverá manifestação na Seduc-Pi, a partir das 7:00 horas e, na segunda (07.03), haverá nova assembleia geral, no Teatro de Arena, às 9:00 horas.

Voltar

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net