Matar Bolsonaro politicamente, antes que essa víbora crie asa maior

20/04/2016 15:53

Por Ana Flávia Guimarães, Rio de Janeiro

Uma legião de fanáticos segue o deputado Jair Bolsonaro (PSC) nas ideias mais criminosas que esse verme vive a propagar. Na votação golpista do impeachment, ele dedicou seu voto golpista ao coronel Ustra, torturador da presidenta Dilma e outras mulheres, durante a ditadura militar no Brasil (1964-1985).

É preciso matar Bolsonaro politicamente, antes que essa víbora crie asa maior. Nas pesquisas para a presidência em 2018, ele aparece com sintomáticos 8% na preferência de eleitores despolitizados, loucos e que andam atrás de justiceiros, sem saber sequer que podem também ser vítimas futuras desse facínora.

Devemos todos denunciar as ideias fascistas desse imundo, no sentido de descredenciá-lo perante a população brasileira e internacional. É necessário também exigir a cassação de seu mandato, em virtude de que vive a fazer apologia ao crime, algo proibido pela Constituição Federal e outras legislações do nosso país.

Morte política a Bolsonaro. Quem prega o ódio e a discriminação racial e sexual não pode se beneficiar dos princípios da democracia. Na democracia não pode haver espaços para defensores de ditaduras sanguinárias contra o povo. Cadeia a esse bandido.

Voltar

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net