Governo ataca classe média e Planos de Saúde subirão até 13,57%

03/06/2016 16:15

Segundo o G1 (03.06), "o percentual, válido para o período de maio de 2016 a abril de 2017, atinge cerca de 8,3 milhões de beneficiários – cerca de 17% do total de 48,5 milhões de consumidores de planos de assistência médica no Brasil. E agora, vão ou não vão bater panelas contra a atitude de Temer e seu ministro?

Da Redação

O ministro golpista Ricardo Barros (PP-PR) já declarou que vai "esvaziar" o SUS e agora deu sinal verde para que a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) reajuste em até 13,57% os planos de saúde individuais e familiares. A decisão será publicada no Diário Oficial da próxima segunda-feira (6). A ANS é vinculada ao ministério de Barros.

Segundo o G1 (03.06), "o percentual, válido para o período de maio de 2016 a abril de 2017, atinge cerca de 8,3 milhões de beneficiários – cerca de 17% do total de 48,5 milhões de consumidores de planos de assistência médica no Brasil. O índice atinge apenas planos individuais e familiares".

Com tal medida, Ricardo Barros começa a repor o investimento que os gigantes da área privada de saúde fizeram para lhe eleger deputado federal e colocá-lo no Ministério da Saúde. Segundo matéria do Estadão (17.05), Barros teve como maior doador pessoal de campanha Elon Gomes de Almeida, que lhe agraciou com R$ 100 mil em 2014. 

Elon é um dos maiores operadores de planos de saúde no país e presidente da Aliança, administradora registrada na ANS. Tudo em casa, portanto.

Esse reajuste nos planos de saúde na verdade é um duro golpe nos setores médios da população. E, como todos sabem, esses setores foram muito importantes para a ascenção do golpista Michel Temer à presidência da república. E agora, vão ou não vão bater panelas contra a atitude de Temer e seu ministro?

Voltar

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net