O espião que não ama o Brasil

25/03/2016 09:43

Por Renato Uchôa, educador

O juiz Moro, da República Corrupta do Paraná, onde ninguém sabe, ninguém viu, qual foi o  rato que comeu quase 500 bilhões. Do Caso Banestado, que deveria ser novamente reaberto. envergonha o país e mundo. Escorrega. Cai na vala comum dos moleques de recado das Elites, que saqueiam desde a Terra de Santa Cruz. De juiz se transforma em um araponga, de número 045, da cota do PSDB. Barato na alcovitagem. Um roteirista de novela da Globo. Um assalariado pago pelo suor das camadas subalternas para golpear o Estado de Direito, e entregar o país para as diversas gangues derrotadas nas eleições de 2014. A bem da verdade, é ele que alimenta as várias frentes golpistas... A mídia corrompida se abastece do crime grave de vazamento seletivo da delação; a tropa dos zumbis, dos apelos abertos, no apoio que o juiz pede para continuar a saga de destruição do aparato legal. Para obter os corpos , e serão milhares, na imputação da culpa à esquerda , aos trabalhadores/as. Alimenta também os instintos da justiça elitizada, reacionária, golpista, que o apóia nas sandices praticadas nas operações ilegais, em um primeiro momento na República Corrupta do Paraná, relatado por um delegado da PF, em uma vistoria. Agora abraçando o país com um lençol de dinamites. Inclusive com escutas ilegais , ferindo a intimidade da presidenta, na divulgação de diálogos, que não são da conta de ninguém. Mais grave, a proteção de dezenas de deputados citados em casos tenebrosos de desvios, que agora integram a Comissão do Golpe no Parlamento. Lula tem razão, o Supremo vem acovardado desde o reinado do Capitão Joaquim Barbosa. Desnecessário alguns ministros de lá fazerem cenas, fazer bico, o que apenas os identificam como protetores,  exemplo de Cunha , um ladrão a quem foi incumbido, vez que o Supremo mandou o gangster tocar, com o rito, o ritmo do impedimento , sem bases legais, de uma presidenta eleita democraticamente. No vendaval da covardia o STJ, o CNJ...Serão os responsáveis diretos pela guerra das ruas. Iminente. A exposição pública das gravações envolvendo Lula e a Presidenta Dilma, um crime de espionagem, deve ser punido na forma da Lei. Moro e a Equipe protetora dos animais plumados, em não havendo a responsabilidade das Instituições competentes na aplicação da Lei, no enquadramento de todos os envolvidos na Lei de Segurança Nacional, coloque o CD de Raimundo Sodré. E  escute ...Quebra, quebra, Guabiraba, quero ver quebrar...Ainda têm tempo, (os ministros do Supremo), de  recuperar a dignidade inerente a defesa da Constituição. Hoje, dia 18, quem tem a decência e o direito de viver nesse país, já iniciando a Grande Marcha contra o golpe e em defesa da democracia. No Pará o morro vai descendo.Resistir é preciso.

Voltar

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net