Perícia prova inocência, mas Dilma só volta se o PT adotar algumas medidas básicas, diz analista

28/06/2016 08:57

Da Redação

A perícia do Senado, de forma incontestável, acabou de vez com a tese furada do impeachnment. Técnicos apresentaram parecer onde afirmam que a presidenta Dilma Rousseff (PT) jamais cometeu as famosas pedaladas fiscais, argumento usado pelos golpistas para tomarem de assalto a presidência da república, com o impostor Michel Temer (PMDB) à frente.

No entanto, apesar de não haver motivo concreto para o afastamento da presidenta Dilma, ela só voltará se o PT e todas as forças antigolpe tomarem algumas médidas básicas. Tese é do analista político Alexandre M Albuquerque, que atualmente reside na Alemanha, onde faz pós-doutorado em Ciência Política. 

O Dr. Alexandre destaca que o golpe de Estado ora em curso no Brasil é eminentemente político, ou seja, nada tem a ver com questões jurídicas ou técnicas, como as tais pedaladas fiscais. Logo, só pode ser derrotado também de forma eficaz por ações políticas impactantes, tanto para a sociedade como para os próprios golpistas.

Assim, sugere o cientista político que é necessário:

  • Com a CUT e MST à frente, é preciso chamar antes da votação final do golpe no Senado uma Greve Geral por tempo indeterminado em todo o país. A pauta única dessa greve deve ser o "Fora Temer" e a volta da presidenta Dilma ao Palácio do Planalto.
  • Uma Carta ao Povo Brasileiro, onde Dilma, Lula e o PT façam uma autocrítica pública sobre os erros de terem se aliado a golpistas do PMDB e côngeneres, e sob pressões deles golpistas terem aplicado medidas de arrocho à população, como aumento de tarifas públicas e restrições de direitos trabalhistas, como no caso do seguro-desemprego e pensão das viúvas.
  • Ainda nessa Carta ao Povo Brasileiro, Dilma, Lula e o PT devem se comprometer também a mudar a politica econômica que seguiram desde 2003, voltada para gastar cerca de 50% do Orçamento da União apenas com pagamento de juros da dívida pública junto a especuladores financeiros. O pagamento dessa dívida deve ser suspenso e uma auditoria na mesma deve ser feita.

O Dr. Alexandre diz que aparentemente pode ser difícil a Dilma e ao PT cumprirem tal agenda. "Mas haverá agenda mais impossível de ser cumprida do que essa política adotada pelos petistas de querer convencer senadores golpistas e juízes partidarizados do STF?", finaliza o analista.

Voltar

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net