Pode parecer absurdo, mas Lula corre risco de ser assassinado, diz cientista político

24/09/2016 08:50

 Imagem: Agência Brasil

Por Fábio Assunção, Brasília | Segundo o cientista político Fernando C. Abreu, de São Paulo, Lula corre o risco de ser assassinado. "Pode parecer absurdo, mas é algo real", diz.

Para Abreu, a oposição ao PT tem convicção de que Lula é imbatível em 2018. E todos já perceberam também que a enxurrada de denúncias que fazem contra o maior líder do país contribuem é para aumentar a sua popularidade.

O cientista pondera ainda que a direita já começa a avaliar que também será inútil cassar os seus direitos políticos ou mesmo prendê-lo. Lula vivo, nas ruas ou na cadeia, comandará as eleições e elegerá o próximo presidente da república.

Diante disso, cita Abreu, resta aos opositores de Lula assassiná-lo. Morto, o ex-presidente poderia ser usado por todo mundo, inclusive por seus opositores, que têm dezenas de imagens festivas gravadas com ele.

Por fim, o cientista cita casos de líderes mundiais da envergadura de Lula que foram assassinados ou que sofreram tentativas disso. Salvador Alllende, Kennedy e Fidel Castro são exemplos, conclui Abreu.

Voltar

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net