Proposta mais radical do MEC prevê Ensino Médio com apenas 4 disciplinas

18/09/2016 06:53

 Imagem: Agência Brasil

Por Fábio Assunção, Brasília | O ministro Mendonça Filho anunciou que pretende aprovar reforma do ensino médio até dezembro deste ano. Declaração foi dada na abertura do Seminário Internacional de Gestão Escolar.

Matéria publicada na Folha de S. Paulo (16.09), sintonizada com os interesses do governo, diz que "13 disciplinas para o ensino médio correspondem a uma estrutura engessada, distante dos interesses dos jovens". Ideia mais radical do MEC reduz esse total para apenas 4 matérias, mais o ensino técnico. 

Estrutura pode ficar assim, com base nas provas do Enem:

Há, contudo, divergências dentro do próprio governo quanto a essa proposta mais radical, sobretudo em relação às dificuldades que se teria para aplicá-la concretamente. "Como, por exemplo, alguém licenciado em Português vai ministrar aulas de Educação Física?", indaga o prof. doutor Gomes Filho, formado pela USP.

Para amenizar tal situação, alguns técnicos do MEC defendem que no 1º ano deve haver uma grade comum para todos, e nos dois anos seguintes os alunos escolheriam uma área única para se aprofundar, como por exemplo Humanas ou outra qualquer.

Em qualquer das hipóteses, o governo garante que haverá um período de adaptação. Os atuais professores passarão por um aperfeiçoamento contínuo e os demais já serão contratados dentro das novas regras, asseguram especialistas do MEC.

Segundo ainda matéria da Folha (16.09), projeto deve ser aprovado facilmente, pois "praticamente todos os secretários estaduais de educação apoiam a medida".

Voltar

Contato

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net