Jovem psicólogo norte-americano diz que coxinhas precisam ser internados

04/04/2016 16:21

Da Redação

Segundo o jovem psicólogo norte-americano Dr. Jonathan Sturridge, muitos dos que no Brasil se convencionou chamar "coxinhas" têm graves problemas mentais e precisam urgentemente de psicoterapia ou até mesmo internação, nos casos mais graves. "Pelo menos é o que deu para perceber", diz após analisar um pouco a atuação dos mesmos pelas redes sociais.

Especialista em distúrbios comportamentais entre pessoas de 17 a 55 anos, ele diz que um dos principais sintomas da loucura é a confusão que um indivíduo faz entre o real e a fantasia. Nesse estágio, a pessoa confunde o desejo de alcançar algo com a própria coisa já conquistada. Ou seja, vive da ilusão que imagina ser a verdade. 

Isto, prossegue o doutor Sturridge, leva a pessoa a surtos de delírios e autoritarismo, onde ela crê que sua fantasia deve, obrigatoriamente, ser aceita pelas demais pessoas como algo concreto, ou seja, que existe de fato.

"Basta olhar pelas redes sociais que se vê vários exemplos disso", observa. "Muitos ditos "coxinhas" postam comentários dando conta de que a presidenta Dilma já caiu ou cairá em data que eles inventam".

"Dias depois, como nada se concretizou, eles dizem novamente que é questão de hora para tal fato ocorrer. Ou ainda que a presidenta já sofreu o impeachment, faltando apenas a consumação no Congresso".

"Há também, nessa linha, os "coxinhas" que, para tentar justificar suas posições, disseminam mentiras absurdas que também tomam como verdades. Uma delas é dizer que o Brasil virou uma ditadura comunista depois que o PT assumiu o poder. Isto é dito inclusive por gente muito letrada, o que prova a gravidade da situação".

"Ora, basta pegar um livro de História do Ensino Fundamental adotado aí mesmo no Brasil para que se constate que o que se vive nesse país é o oposto do comunismo".

Por fim, destaca o Dr. Jonathan Sturridge, "há os que, de tão psicóticos, apelam até a ameaças de agressão física ou chegam mesmo a concretizá-las". Não são poucos os casos registrados cotidianamente em todo o país, registra a imprensa daí".

É preciso muito cuidado em relação a isso. O Dr Surridge reitera que é necessário psicoterapia ou até mesmo internações nos casos mais graves.

Voltar

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net