Sérios tumultos podem marcar atos do dia 13 porque há fortes divisões entre seus próprios organizadores

09/03/2016 23:07

O acirramento é tão grande que Kim Kataguiri já entrou inclusive com Liminar na Justiça para impedir que os adeptos de Bolsonaro se aproximem do caminhão de som das manifestações

Da Redação

Atos do dia 13 de março em defesa do golpe contra a presidenta Dilma podem acabar em sérios tumultos porque há fortes divisões entre seus próprios organizadores. Os que pretendem ir devem tomar bastante cuidado para não se machucarem caso os ânimos se acirrem.

Entenda a situação

Entre os que organizam de forma direta as manifestações há basicamente dois grupos bastante divididos e firmes na defesa de suas ideias. Seus mentores são os jornalistas Reinaldo Azevedo (revista Veja) e Rodrigo Constantino (ex-Veja), deputado Bolsonaro, "pensador" Olavo de Carvalho e o jovem Kim Kataguiri, do MBL.

Desses, Bolsonaro defende abertamente um governo militar no país, com ele mesmo no comando. Olavo de Carvalho o segue. Azevedo, Constantino e Kataguiri, por sua vez, são simpatizantes de Aécio Neves ou outro do PSDB, isto é, governo civil.

Devido a essa enorme diferença, e como creem que o fim do PT já é certo, querem ocupar todos os espaços para se credenciarem a assumir (cada um isoladamente) o poder no país. Assim, em manifestações anteriores, militantes dos dois lados já passaram a se hostilizar publicamente. Veja festival de baixarias e palavrões pelas redes sociais mais abaixo.

O acirramento é tão grande entre esses grupos que Kataguiri já entrou inclusive com Liminar na Justiça para impedir que os adeptos de Bolsonaro se aproximem do caminhão de som das manifestações. (Veja vídeo aqui). 

Ora, é óbvio que o pessoal do Bolsonaro não aceitará pacificamente estar num ato em que não lhe será dado sequer o direito de falar, pois isso o enfraqueceria na disputa interna antecipada por um suposto governo que imaginam que poderão ter. O que farão então diante disso? Preocupante.

É preciso muita cautela entre esses dois grupos e, reiteramos, muito cuidado aos que se encorajarem a sair de suas casas para participar de tais manifestações. Toda disputa política é acirrada, o que muitas vezes pode levar a agressões físicas e complicações para quem quer apenas exercer o seu direito de protestar. 

Veja um pouco de como andam os ânimos:

Voltar

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net