Temer ameaça demitir aliados e cria clima ruim entre os golpistas no Senado

27/06/2016 16:52

Da Redação

Segundo o jornalista Esmael Morais, o também jornalista Reinaldo Bessa, colunista social do jornal Gazeta do Povo, revela conversa que teve com assessor próximo do interino Michel Temer (PMDB). Segundo a nota, tem “mais dois ou três ministros” na marca do pênalti, isto é, que deverão ser demitidos por envolvimento em crimes ou na Lava Jato.

Tal fato provocou um verdadeiro reboliço nos bastidores do Senado. Aliados do golpista Temer (PMDB) se perguntaram porque o presidente peemedebista estaria a fazer tal cogitação, uma vez que todos estão unidos num objetivo só, que é consolidar o afastamento denifitivo da presidenta Dilma (PT). Segundo auxiliares de vários senadores, isto pode prejudicar a votação final, vez que alguns parlamentares insinuam pela imprensa que podem mudar de posição.

Leia a nota do jornalista Reinaldo Bessa:

Previsão nada otimista

Em conversa com a coluna no último fim de semana, um auxiliar próximo do presidente em exercício Michel Temer admitiu que “mais dois ou três ministros” devem cair pelos mesmos motivos que culminaram na queda de Romero Jucá (Planejamento), Fabiano Silveira (Transparência) e Henrique Eduardo Alves (Turismo). “Vem aí uma chuva de meteoros em Brasília”, disse, em tom enigmático. Para o auxiliar de Temer, somente com a confirmação do impeachment de Dilma Rousseff o presidente poderá montar uma equipe de sua total confiança, sem concessões políticas que coloquem a governabilidade em risco.

Voltar

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net