Temer apresenta hoje a sindicalistas reforma que prevê 50 anos de contribuição para quem quiser aposentadoria integral

04/10/2016 10:45

Por Fábio Assunção, Brasília | Segundo o portal do governo federal, o presidente ilegítimo Michel Temer apresenta hoje (04) a centrais sindicais o projeto de reforma da previdência que prevê 50 anos de contribuição para quem quiser aposentadoria integral. Segundo a Folha de S. Paulo, "Temer quer apoio dos sindicalistas para evitar que o sistema entre em colapso no futuro".

Embora Temer esteja anunciando que iniciará a partir de agora um diálogo com todas as centrais no sentido de que aceitem piorar a aposentadoria dos trabalhadores, na prática apenas as entidades alinhadas com o governo participarão de tais negociações. Nesta terça (04), somente dirigentes da Força Sindical conversarão com o ministro Eliseu Padilha (Casa Civil) e o próprio Temer sobre esse assunto. A Força Sindical é liderada pelo deputado federal golpista Paulinho (SD-SP).

Em linhas gerais, além dos 50 anos de contribuição para aposentadoria integral, a reforma proposta pelo governo federal prevê também idade mínima de 65 anos para que homens e mulheres possam se aposentar. O tempo mínimo de contribuição sobe de 15 para 25 anos. Projeto acaba ainda com a aposentadoria especial dos professores.

A CUT e demais organizações de trabalhadores não alinhadas com o governo prometem uma greve geral no país caso Temer tente aprovar essa reforma no Congresso Naciional. "Não vamos aceitar mais sofrimentos para os trabalhadores", dizem dirigentes cutistas.

Contato