Verdades e lendas sobre as chances de Dilma Voltar e Temer ser enxotado da presidência

20/07/2016 09:51

Por Fernando Burlamaque, Brasília | Agosto se aproxima e, com isso,crescem as especulações sobre a volta ou não de Dilma Rousseff (PT) à presidência da república. Há verdades e lendas que envolvem as duas possíveis situações. Uma coisa é certa, porém: o jogo não está definido para o golpista Michel Temer (PMDB), tal como cantam seus seguidores. Nem tampouco já existe o número necessário de parlamentares dispostos a aniquilar o impeachment no Senado, tal como alardeia Roberto Requião (PMDB-PR). Aguns elementos demonstram que o desfecho é incerto, embora o anti golpismo tenha ligeira vantagem.

Temer, por mais que se esforce, não consegue passar um modesto ar de segurança que faça com que de fato o encarem como presidente da república. Isto ocorre até em relação a seus ministros que, naturalmente, o veem até aqui sempre numa corda bamba. E também em relação a seus 'aliados' no parlamento, que já demonstraram que não estão totalmente com ele, tal como quando os deputados o derrotaram na votação do projeto de renegociação das dívidas dos estados.

O golpista interino continua também muito odiado pelo povo. Segundo recente pesquisa Dafolha, apenas 14% da população o aprova. Isto sem falar que 30%, de acordo com esse mesmo instituto, sequer o conhecem. O crescimento da carestia e do desemprego, bem como as denúncias de corrupção que envolvem seus auxiliares mais diretos, empurram o governo interino para baixo.

Temer, no entanto, tem o apoio da chamada 'grande' mídia, que tenta blindá-lo, com um relativo sucesso, perante a população. E tem também ao seu dispor todo o forte aparelho do grande empresariado, o que, em situações como essa, é fundamental para a possível consolidação do golpe. A FIESP, CNI & Cia funcionam como verdadeiros QG's do golpista. Isto sem falar nos "coxinhas" e "paneleiros", que dão um 'clima favorável de rua' ao interino.

O golpista foi muito favorecido ainda pela eleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ) para a Câmara dos Deputados. Maia ajuda a dar um ar "sério" e de "normalidade" ao usurpador no parlamento, algo também importantissimo num momento de instabilidade como esse. Diferentemente, Rogério Rosso, aliado de Eduardo Cunha, ajudaria a manter bem mais queimada a imagem do governo tampão, mesmo que de forma involuntária. É preciso considerar além disso que Rodrigo Maia é um quadro de direita mais hábil e qualificado, bastante convencido ideologicamente da tese do impeachment.

Dilma Rousseff, por sua vez, continua a ter contra si a 'grande' mídia, a maior parte da classe média e a 'herança maldita' de ter capitulado programaticamente aos adversários em 2015. Ministros seus, como Joaquim Levy, da Fazenda, aplicaram medidas contra o povo, como por exemplo aumento de tarifas públicas e até restrições de direitos, como no caso do seguro-desemprego, que teve o acesso dificultado justamente num momento em que mais trabalhadores perdiam seus postos de serviço. Isto foi bastante decisivo para que a popularidade da presidenta despencasse e ainda continue baixa.

A petista, contudo, conta com o apoio do movimento organizado de massas do país, algo crucial para enterrar o processo golpista. Só a CUT tem 3.600 sindicatos, fora o poderio da UNE e do MST. Isto sem falar no engajamento de artistas, intelectuais, populares e num importante ambiente favorável do ponto de vista internacional. Milhares de manifestações de solidariedade à presidenta, vindas inclusive de outros países, podem ser vistas facilmente pelas redes sociais todo dia. Bem combinados, esse exército pode perfeitamente reverter o quadro para a presidenta.

Tantos prós e contras dos dois lados, portanto, indicam que o jogo continua indefinido. E o desfecho não depende meramente de articulações de bastidores no Senado. As ruas serão decisivas para que um ou outro lado saia vitorioso desse processo. Neste sentido, Dilma, PT e todos os anti golpistas levam ligeira vantagem e podem enxotar Temer da presidência ... Caso se disponham e saibam usar corrertamente o poderoso arsenal de luta que têm às mãos.

Voltar

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net