Vergonha! Quadro Comparativo mostra que professores estão entre os profissionais que ganham menos em todo o Brasil

07/11/2016 14:40

Enquanto um Auxiliar Legislativo (nível fundamental) da Câmara dos Deputados ganha quase R$ 9 mil, a média nacional inicial dos nossos docentes de nível superior com 40 horas semanais não chega a R$ 3 mil

Da Redação | Os professores das redes públicas da educação básica estão entre os profissionais que ganham menos em todo o Brasil. Embora a maioria dos docentes tenha nível superior - e muitos até mestrado e doutorado -, suas remunerações perdem em alguns casos para o pessoal de ensino médio e até fundamental, também do serviço público. (Ver Quadro Comparativo abaixo).

Enquanto, por exemplo, um Auxiliar Legislativo (nível fundamental) da Câmara dos Deputados ganha quase R$ 9 mil, a média nacional inicial dos nossos docentes de nível superior com 40 horas semanais não chega a R$ 3 mil. Situação vergonhosa.

E as desigualdades não param por aí. Um juiz do trabalho em início de carreira ganha em um único mês o que um professor passa quase um ano para ganhar.

A situação se torna mais desigual ainda se levarmos em conta que boa parte das categorias de servidores públicos conta com inúmeros outros benefícios além dos salários. Recebem auxílio-transporte, ticket refeição, auxílio-moradia etc. etc. etc. 

E os professores, além dos salários recebem mais o quê? "Só abuso dos alunos e reclamações dos governos", diz Ana Aparecida, de Belo Horizonte.

A situação pode se agravar ainda mais. A PEC 241 (55, no Senado), editada por Temer, congela salários do funcionalismo por vinte anos. Quem se prejudicará mais? "Professores e outros que ganhem menos", diz César Vilarinho, economista.

Veja o quadro abaixo e tire suas próprias conclusões:

Voltar

Contato

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net