Após estupro coletivo e ida de Frota ao MEC, Temer fica ainda pior no cenário internacional

Após estupro coletivo e ida de Frota ao MEC, Temer fica ainda pior no cenário internacional

Da Redação

O monstruoso estupro protagonizado por cerca de 30 bandidos da mais alta periculosidade contra uma menor de apenas 16 anos deixou o Brasil e grande parte do mundo chocados. Pessoas de todas as classes sociais estão indignadas com o fato em si e com a forma como os estupradores trataram a coisa ao expor inclusive cenas da barbárie pelas redes sociais. Fato foi amplamente noticiado na grande mídia nacional e estrangeira.

Tanto no Brasil como nos países em que houve repercussão, a preocupação geral é com a prisão dos delinquentes e com a adoção de medidas que possam no mínimo diminuir tal tipo de delito. E, neste sentido, amplos setores dos que se chocaram com o crime expõem a desconfiança de que o governo golpista de Michel Temer na verdade pode é estimular ainda mais a cultura machista que vitimou duramente mais uma mulher.

Tal preocupação coletiva ganha sentido na medida em que na mesma semana em que essa jovem foi estuprada o governo Temer concedeu audiência no MEC a Alexandre Frota, um declarado estuprador, recebido com honrarias pelo ministro Mendonça Filho, o 'Mendoncinha' (DEM). Frota, segundo ele mesmo divulgou, foi ao Ministério da Educação para entregar propostas sobre como nossas crianças devem ser educadas nas escolas públicas de todo o país.

O governo Temer, se não fosse ilegítimo e covarde, deveria fazer autocrítica pública por ter recebido suposto estuprador no Ministério da educação. E esse ministro 'Mendoncinha' deveria ser exonerado. Não há dúvidas de que tais medidas trariam no mínimo um alento à população, em particular às mulheres, e de forma mais específica à garota violentada.

Veja vídeo em que Frota afirma ter 'comido' uma Mãe de Santo à força:

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net