Concessão pública da Globo deve ser cassada e emissora deve funcionar sob controle do povo

Concessão pública da Globo deve ser cassada e emissora deve funcionar sob controle do povo

06.03.2016  15:19

Por Júlia Nepomuceno, Rio de Janeiro

A concessão pública da Rede Globo deve ser cassada e emissora deve funcionar sob controle do povo. Como qualquer empresa, a Globo não pode atuar apenas com base em seus interesses político-econômicos próprios. Ela precisa se enquadrar nas legislações do país, inclusive nas relativas à imprensa. E, neste momento, o que ela faz é incitar violência no Brasil e confundir a população de modo geral para tentar derrubar um governo eleito democraticamente. Ou seja, atua à margem das leis ou de qualquer sentimento que tenha um mínimo de sensatez e serenidade.

A cobertura espetaculosa que deu ao atentado contra o presidente Lula não serve para outra coisa senão para demonstrar ainda mais o seu viés fascista e preconceituoso em relação às pessoas que têm origem humilde e na classe trabalhadora. Para a Globo, Lula ter chegado à presidência da república por duas vezes é uma provocação que ela não pode mais tolerar. Agora, quem ela pensa que é? Poderosos também caem.

Como resultado das ações midiáticas golpistas da Globo o país está à beira de uma guerra civil, que pode inclusive levar a derramamento de sangue de pessoas inocentes. É preciso, pois, dar um basta nesta situação e, reiteramos, cassar a concessão dessa emissora e deixar que o povo a dirija.

Tal medida é imperiosa inclusive para libertar as pessoas da programação de péssimo nível que a Globo faz, baseada em fofocas e futilidades, além ainda de um jornalismo que envergonha o mundo inteiro, de tão parcial que é. Os marinhos não podem continuar a se achar donos do Brasil.

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net