Macri, o novo FHC da Argentina pode ter seu governo rejeitado pelo povo bem antes que imagine

Macri, o novo FHC da Argentina pode ter seu governo rejeitado pelo povo bem antes que imagine

29.12.2015  12:36

Por Rafael Torres, São Paulo-SP

Maurício Macri, eleito recentemente presidente da Argentina, pode ter seu governo rejeitado pelo povo bem antes que imagine. Movimentações neste sentido já começam a ser feitas.

Macri, para quem não conhece, é uma espécie de FHC argentino. Submisso aos interesses dos países imperialistas, em particular EUA, o presidente é um fervoroso defensor de privatizações, inclusive de setores estratégicos para qualquer país, como Educação e Saúde. Quando prefeito de Buenos, os discursos e tentativas do FHC portenho foram no sentido de privatizar escolas, hospitais etc., etc., etc...

Reação

As reações às políticas reacionárias de Macri já começam a aparecer. Recentemente, em reunião do Mercosul no Paraguai, o argentino criticou o governo Venezuelano porque, segundo alegou, Maduro mantém presos políticos em seu país. Delcy Rodrigues, chanceler da Venezuela presente ao encontro simplesmente desmoralizou Macri ao comprovar que o tal preso político a que se refere não passa de um aprendiz de terrorista, insatisfeito com resultado de eleições e com os programas sociais chavistas. 

Rodriguez lembrou também que uma das primeiras medidas de Macri ao assumir o governo foi libertar torturadores e assassinos da ditadura militar argentina. "Entendo que Macri queira pedir a libertação destes violentos, porque uma de suas primeiras medidas de governo foi libertar os responsáveis por torturas e assassinatos da ditadura argentina", ironizou a chanceler.

Os movimentos sociais também já estão a postos para enfrentar os duros planos de ajuste capitalistas que Macri está encarregado de fazer. E isto envolve desde o movimento estudantil até os sindicatos e as organizações de esquerda do país. Macri, reiteramos, pode ter seu governo rejeitado pelo povo bem antes que imagine.

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net