O Globo: Marina, de Santa do Pau Oco a delatada na Lava-Jato

O Globo: Marina, de Santa do Pau Oco a delatada na Lava-Jato

12.06.2016  08:17

Da Redação

A presidenciável Marina Silva (Rede) sempre se apresenta na mídia como uma espécie de símbolo da "etica na política e da honestidade". Baseada nesse mote que criou para si mesma não vacila, por exemplo, quando o assunto é amplificar os 'escândalos' que a imprensa vomita diariamente contra o PT e a presidenta Dilma Rousseff. Se dependesse de Marina, Dilma há muito tempo já teria sido cassada e a própria Marina já seria a presidenta da república.

Fatos recentes, contudo, dão conta de que a "Santa do Pau Oco" não é tão santa assim. Segundo o colunista Lauro Jardim, de O Globo, "o ex-presidente da OAS (Léo Pinheiro) se comprometeu com os procuradores a falar do caixa dois que, segundo ele, irrigou a campanha de Marina Silva à Presidência em 2010".

Diz também o colunista que "o pedido a Pinheiro foi feito por Guilherme Leal, um dos donos da Natura, candidato a vice-presidente de Marina naquela eleição".

Jardim destaca por fim que "Alfredo Sirkis, ainda de acordo com a delação do ex-presidente da OAS, acompanhava Leal quando a negociação foi fechada".

E agora, Marina?

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net