Vereadora consegue aprovar emenda que estabelece número máximo de crianças por sala de aula

Vereadora consegue aprovar emenda que estabelece número máximo de crianças por sala de aula

Deu no Portal da Veradora Amanda Gurgel, do PSTU

Créditos da foto: PSTU

A educação infantil conquistou uma importante vitória no dia 23. Em votação do Plano Municipal de Educação, a Câmara de Natal aprovou uma emenda da vereadora Amanda Gurgel (PSTU) que estabelece o número máximo de crianças por professor nas salas de aula dos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs). A emenda foi aprovada com 10 votos favoráveis e 8 contrários.

De acordo com a professora Amanda, a proposta fortalece a qualidade social da educação e as condições de trabalho dos profissionais, já que assegura uma relação proporcional entre educandos e docentes. “As escolas não podem ser depósitos. Nosso mandato defende que as creches possam desenvolver as habilidades das crianças, e não amontoá-las. Por isso a emenda é muito importante, é uma grande vitória para o ensino público.”, destacou a vereadora do PSTU. Veja o vídeo AQUI.

Confira a proporção estabelecida pela proposta.

I – Até 5 (cinco) crianças, de até 11 meses, por professor/turma;

II – Até 6 (seis) crianças, de 1 ano até 1 ano e 11 meses, por professor/turma;

III – Até 8 (oito) crianças, de 2 anos até 2 anos e 11 meses, por professor/turma;

IV – Até 15 (quinze) crianças, de 3 anos até 3 anos e 11 meses, por professor/turma;

V – Até 20 (vinte) crianças, de 4 anos até 4 anos e 11 meses, por professor/turma;

VI – Até 20 (vinte) crianças, de 5 anos até 5 anos e 11 meses, por professor/turma.

A emenda ainda determina que a proporção seja alcançada gradativamente nos seguintes prazos: 30% da rede até o terceiro ano de vigência do plano, 60% da rede até o sexto ano de vigência e 100% até o penúltimo ano de vigência do Plano.

Combinada com esta medida, a vereadora Amanda Gurgel também defende a construção de mais unidades de ensino e a contratação de profissionais, por concurso público, para atender a esta demanda da educação. “É por isso que nosso mandato propõe que a Prefeitura invista 5% do PIB de Natal já no primeiro ano do Plano, e não daqui a dez anos, como quer o prefeito Carlos Eduardo.”, defendeu Amanda.

Segundo a vereadora do PSTU, a luta agora continua para que a Prefeitura não vete a emenda e garanta a conquista de professores e educandos. A Câmara de Vereadores ainda segue votando o Plano Municipal de Educação.

Ler original em: amandagurgel.com.br

 

Receba atualizações

Assine a nossa newsletter:

© 2015-2016 Todos os direitos reservados - Reprodução de arquivos apenas com citação da fonte e link para o site

midiapopular.net